Livros

Indicadores do Trabalho Docente na Educação Básica
Dalila andrade de Oliveira, Edmilson Pereira Junior, Lívia Fraga Vieira, Adriana Maria Cancela Duarte, Ana Maria Clementino Jesus e Silva, Alexandre William Barbosa Duarte e Tiago Antônio Jorge (Organizadores)
Editora Fino Traço, 2017

Este livro apresenta resultados da pesquisa Trabalho Docente na Educação Básica do Brasil: Fase II (TDEBB), com ênfase no desenvolvimento de indicadores relacionados  ao contexto escolar vivenciado pelos professores  de Educação Básica. A pesquisa  foi realizada  pelo Grupo de Estudos sobre Política Educacional e Trabalho Docente (Gestrado) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O Gestrado foi criado em 2002 e nesses quase 15 anos tem realizado estudos e pesquisas de forma integrada, buscando  a interdisciplinaridade no tratamento de questões concernentes à política educacional  e ao trabalho docente. Este grupo se originou de um esforço em torno da organização da Rede Latino-americana de Estudos sobre Trabalho Docente (Rede Estrado) no Brasil. Na primeira  fase da pesquisa  TDEBB, o Gestrado realizou um survey em sete estados do Brasil, com a motivação de conhecer o trabalho docente na Educação Básica nas suas três etapas (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio). A pesquisa intitulada  “Trabalho docente na Educação Básica no Brasil” contou com o apoio do Ministério  da Educação  através  de um Plano de  Cooperação Técnica  do Ministério da Educação (MEC), por meio da Secretaria de Educação Básica (SEB) com a UFMG. O Gestrado contou para a realização desta pesquisa com uma rede de pesquisa  composta  por oito grupos de estudos de diferentes universidades públicas nos diferentes estados abarcados pela amostra. A pesquisa teve como principal objetivo “analisar o trabalho docente nas suas dimensões constitutivas, identificando seus atores , o que fazem  e em que  condições se realiza o trabalho nas escolas de Educação Básica, com a finalidade de subsidiar a elaboração de políticas públicas no Brasil”. Foram entrevistados  8.795 docentes  em seus locais de trabalho, sendo creches e escolas públicas de Ensino Fundamental e Ensino Médio de 35 redes de ensino municipais e de sete redes estaduais de ensino.A proposta da pesquisa surgiu como resultado  de investigações anteriores sobre o tema, realizadas no âmbito do Gestrado, além de uma densa revisão de literatura.



Organização e Gestação Escolar e suas Consequências para o perfil e a condição do gestor educacional
Dalila Andrade Oliveira, Adriana Maria Cancela Duarte, Lívia Maria Fraga Vieira, Alexandre William Barbosa Duarte, Ana Maria Clementino Jesus e Silva, Edmilson Antônio Pereira Junior e Maria Helena Gonçalves Augusto. (Organizadores)
Editora Fino Traço, 2017

Este livro apresenta os principais resultados da pesquisa Trabalho docente na Educação Básica no Brasil – Fase 2, cumprindo um de seus objetivos específicos: identificar  e analisar  mudanças promovidas  pelas recentes políticas públicas  para a educação básica  no que se refere à organização e gestão escolar e suas consequências  para o perfil e a condição  do gestor educacional. A pesquisa foi desenvolvida entre os anos de 2012 e 2015, com o financiamento da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (SEB/MEC) e o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento científico e Tecnológico (CNPq). O livro descreve os procedimentos metodológicos utilizados no desenvolvimento da pesquisa e os resultados alcançados, buscando lanças algumas análises sobre a realidade observada. A proposta surgiu como um desenvolvimento de estudos e questões epistemológicas identificadas a partir de pesquisas realizadas nos últimos anos, no âmbito do Grupo de Estudos  sobre Política Educacional  e Trabalho Docente – Gestrado e  da Rede Latino-americana de Estudos  sobre Trabalho Docente  - Rede Estrado. Em especial, teve como base um survey realizado entre 2009 e 2010, intitulado, Trabalho docente na Educação Básica no Brasil. Desta maneira, esta pesquisa, constituiu-se em projeto integrado a referida pesquisa.O survey foi realizado em sete estados brasileiros: Pará, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Goiás, Paraná, Santa Catarina e Espírito Santo, a partir de amostra que contemplou critérios de abrangência regional e especificidade de políticas educacionais. No decorrer do ano de 2009, com um financiamento da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (SEB-MEC), foram realizadas 8.895 entrevistas aos docentes de unidades educacionais (creches, pré-escolas e escolas de Ensino Fundamental e ensino Médio) das redes estaduais e municipais de ensino e de instituições privadas de Educação Infantil (comunitárias e filantrópicas conveniadas com o poder público) nos sete referidos estados.Por fim, a proposta previu além  da realização  de um survey nacional sobre o trabalho docente  na Educação Básica no Brasil  nos sete estados,  incluindo uma amostra  de 35 municípios, a realização de pesquisa documental  nas redes de ensino envolvidas, revisão de literatura  sobre trabalho, profissão e condição  docente, a realização de um panorama  do trabalho docente  na Educação Básica  no Brasil  com dados  estatísticos  em bases oficiais  disponíveis, especialmente o Instituto Nacional  de Estudos e  Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, atrelado ao Ministério da Educação (INEP/MEC), Ministério do Trabalho  e do Emprego (MTE) e Instituto Brasileiro de Geografia  e Estatística (IBGE).



Educação, trabalho docente e justiça social: desafios para uma inclusão democrática
Dalila Andrade Oliveira, Myriam Feldfeber, Elizeu Clementino de Souza (Organizadores)
Editora Unika, 2015

Este livro é resultado de um esforço coletivo no âmbito da Rede Latino-Americana de Estudos sobre Trabalho Docente (Rede Estrado) para contribuir no enfrentamento aos desafios atuais de luta pela ampliação de direitos sociais e democratização da educação no contexto latino-americano. Apesar dos avanços conquistados nos últimos anos em alguns países da região, ainda há muito a ser garantido para o conjunto da população possa ter acesso a meios que lhe proporcionem uma vida digna e livre de privações materiais. Este livro reúne 15 textos que são resultados de pesquisas e sistematização de experiências relevantes sobre a docência em contexto de educação inclusiva e democrática. É o resultado de uma parceria entre a Rede Estrado e a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) do Ministério da Educação do Brasil (MEC) com a finalidade de reforçar a divulgação de pesquisas em áreas pouco consolidadas no campo acadêmico, sobretudo, naqueles que contribuem para a redução da desigualdade e o reconhecimento da diversidade no contexto escolar.

Preço: R$ 30,00 (trinta reais)

O livro pode ser adquirido na sala do Gestrado, na FaE/UFMG. Os interessados que residem fora de Belo Horizonte podem solicitar o livro pelo e-mail gestradoufmg@gmail.com. Neste caso o livro será enviado pelos Correios após depósito bancário do valor do livro, somado à taxa de postagem (total de R$ 35,00 para envio para o território nacional). Prazo de até 07 dias úteis para entrega, em média, conforme estabelecido pelos Correios.



Inclusão democrática e direito à educação: desafios para a docência na América Latina
Dalila Andrade Oliveira, Myriam Feldfeber, Elizeu Clementino de Souza (Organizadores)
Editora Unika, 2015

Este livro tem a intenção de contribuir no redirecionamento do debate sobre a qualidade educativa que estabelece a eficiência como o objetivo a ser perseguido pelas escolas, compromentendo a educação de importantes segmentos que não conseguem responder às exigências estabelecidas pelos padrões impostos. A busca de apresentar uma alternativa a esse debate é que nos levou a definir como discussão central neste livro, o direito à educação e a inclusão democrática. A expectativa é que este livro possa contribuir para redirecionar esse debate lançando luzes sobre as contradições que se estabelecem no coração no sistema escolar. Esperamos que os textos que compõem este livro possam contribuir significativamente para o debate acadêmico e político sobre o direito à educação nos países latino-americanos no Século XXI, procurando relacionar concepções de justiça e projetos de experiências políticas que se objetivam no campo educacional. Para tanto, nos propusemos a reunir contribuições de autores notáveis por sua relevância acadêmica e compromisso político, que pesquisam em distintas realidades nacionais e institucionais. Este livro também é resultado de um esforço acadêmico que tem sido levado a termo nos últimos 15 anos entorno da Rede Latino-Americana de Estudos sobre Trabalho Docente (Rede Estrado) e, mais recentemente, da cooperação acadêmica entre pesquisadores de destacadas instituições da América Latina e Europa, consolidada em  uma rede internacional de pesquisa intitulada Education policies and the restructuring of the educational profession INR/WERA (International Research Network of World Education Research Association). Muitos desses pesquisadores são autores deste livro, que reúne contribuições de um seleto grupo de acadêmicos como principal questão de pesquisa a justiça social nas políticas educacionais na atualidade.



Sindicalismo docente: desafios e perspectivas
Dalila Andrade Oliveira, Savana Diniz Gomes Melo (Organizadoras)
CCS Gráfica e Editora, 2014

O livro é resultado de uma parceria, iniciada em agosto de 2011, entre o Gestrado e o Sindicato de Trabalhadores da Educação do Estado de Pernambuco (Sintepe). A obra reúne 19 capítulos e está organizada em três partes. A primeira apresenta textos que são resultados de análises sobre as lutas, ações e organizações sindicais dos docentes em âmbito internacional, com destaque para algumas experiências nacionais. A segunda agrupa capítulos que tratam das lutas, ações e organizações sindicais dos docentes em âmbito nacional. A terceira parte é composta por capítulos que se dedicam às lutas, ações e organizações sindicais dos docentes em âmbito local, privilegiando a experiência de dois estados: Pernambuco e Minas Gerais.



Trabalho na educação básica em Pernambuco
Dalila Andrade Oliveira, Lívia Fraga Vieira (Organizadoras)
CCS Gráfica e Editora, 2014


A obra apresenta um mapeamento analítico das políticas e gestão da educação básica no estado de Pernambuco resgatando, sobretudo, o trabalho e seus processos. A pesquisa incluiu docentes e funcionários da educação pública e conveniada. As políticas educacionais propostas e efetivadas pelo governo Jogos estadual são trabalhadas com o devido rigor analítico, que situa, detalhadamente, a concepção da gestão por resultados e seus desdobramentos na política de pessoal da rede de ensino do estado de Pernambuco.



Educación y trabajo docente en el nuevo escenario latino-americano: entre la mercantilización y la democratización del conocimiento
Dalila Andrade Oliveira, Myriam Feldfeber, Ronal Garnelo Escobar (Compiladores)
Lima: Fondo Editorial Universidad de Ciencias y Humanidades, 2012

 

Colección “Políticas educativas y trabajo docente 5”. Contiene los documentos que fueron expuestos em el VIII Seminario Internacional de la Red Latinoamericana de Estudios sobre Trabajo Docente (Red Estrado), los dias 4, 5 y 6 de agosto del 2010, em Lima, en el campus de la Universidad de Ciencias y Humanidades. Son artículos y ensayos escogidos de las ponencias, paneles y mesas de trabajo, cuyos autores proceden de Brasil, Argentina, México, Chile, Uruguay, Venezuela, Ecuador y Perú, principalmente.



Educación y trabajo docente en el nuevo escenario latino-americano: entre la mercantilización y la democratización del conocimiento
Dalila Andrade Oliveira, Myriam Feldfeber, Ronal Garnelo Escobar (Compiladores)
Lima: Fondo Editorial Universidad de Ciencias y Humanidades, 2012

Colección “Políticas educativas y trabajo docente 6”. Contiene los documentos que fueron expuestos em el VIII Seminario Internacional de la Red Latinoamericana de Estudios sobre Trabajo Docente (Red Estrado), los dias 4, 5 y 6 de agosto del 2010, em Lima, en el campus de la Universidad de Ciencias y Humanidades. Son artículos y ensayos escogidos de las ponencias, paneles y mesas de trabajo, cuyos autores proceden de Brasil, Argentina, México, Chile, Uruguay, Venezuela, Ecuador y Perú, principalmente.



O trabalho docente na educação básica em Minas Gerais
Adriana Duarte, Savana Diniz Gomes Melo, Dalila Andrade Oliveira, Lívia Fraga Vieira (Organizadoras)
Fino Traço Editora, 2012

Este livro pretende contribuir com subsídios para a elaboração de políticas públicas que promovam direitos, qualidade e igualdade, para a Educação Básica, contemplando suas três etapas: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. É fruto de um trabalho coletivo e expressa os resultados da primeira fase da pesquisa “Trabalho Docente na Educação Básicaa no Brasil”, realizada em sete estados brasileiros, que teve o objetivo de analisar o trabalho docente nas suas dimensões constitutivas, identificando seus atores, o que fazem e em que condições se realiza nas unidades públicas de Educação Básica. A pesquisa que dá suporte às análises aqui empreendidas contou com o apoio do Ministério de Educação, em projeto institucional de cooperação técnica, por meio da Secretaria de Educação Básica, com o empenho especial da Diretoria de Concepções e Orientações Curriculares.



O trabalho docente na educação básica no Espírito Santo
Eliza Bartolozzi Ferreira, Dalila Andrade Oliveira, Lívia Fraga Vieira (Organizadoras)
Fino Traço Editora, 2012

Este livro pretende contribuir com subsídios para a elaboração de políticas públicas que promovam direitos, qualidade e igualdade, para a Educação Básica, contemplando suas três etapas: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. É fruto de um trabalho coletivo e expressa os resultados da primeira fase da pesquisa “Trabalho Docente na Educação Básicaa no Brasil”, realizada em sete estados brasileiros, que teve o objetivo de analisar o trabalho docente nas suas dimensões constitutivas, identificando seus atores, o que fazem e em que condições se realiza nas unidades públicas de Educação Básica. A pesquisa que dá suporte às análises aqui empreendidas contou com o apoio do Ministério de Educação, em projeto institucional de cooperação técnica, por meio da Secretaria de Educação Básica, com o empenho especial da Diretoria de Concepções e Orientações Curriculares.



O trabalho docente na educação básica no Paraná
Mário Luiz Neves de Azevedo, Dalila Andrade Oliveira, Lívia Fraga Vieira (Organizadoras)
Fino Traço Editora, 2012

Este livro pretende contribuir com subsídios para a elaboração de políticas públicas que promovam direitos, qualidade e igualdade, para a educação básica, contemplando suas três etapas: educação infantil, ensino fundamental e ensino médio. É fruto de um trabalho coletivo e expressa os resultados da primeira fase da pesquisa Trabalho Docente na Educação Básica no Brasil, realizada em sete estados brasileiros, que teve o objetivo de analisar o trabalho docente nas suas dimensões constitutivas, identificando seus atores, o que fazem e em que condições se realiza nas unidades públicas de educação básica. A pesquisa que dá suporte às análises aqui empreendidas contou com o apoio do Ministério da Educação, em projeto institucional de cooperação técnica, por meio da Secretaria de Educação Básica, com o empenho especial da Diretoria de Concepções e Orientações Curriculares.



O trabalho docente na educação básica: o Pará em questão
Olgaíses Maués, Arlete Camargo, Dalila Andrade Oliveira, Lívia Fraga Vieira (Organizadoras)
Fino Traço Editora, 2012

 Este livro pretende contribuir com subsídios para a elaboração de políticas públicas que promovam direitos, qualidade e igualdade, para a Educação Básica, contemplando suas três etapas: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. É fruto de um trabalho coletivo e expressa os resultados da primeira fase da pesquisa “Trabalho Docente na Educação Básicaa no Brasil”, realizada em sete estados brasileiros, que teve o objetivo de analisar o trabalho docente nas suas dimensões constitutivas, identificando seus atores, o que fazem e em que condições se realiza nas unidades públicas de Educação Básica. A pesquisa que dá suporte às análises aqui empreendidas contou com o apoio do Ministério de Educação, em projeto institucional de cooperação técnica, por meio da Secretaria de Educação Básica, com o empenho especial da Diretoria de Concepções e Orientações Curriculares.



Trabalho docente na educação básica em Goiás
João Ferreira de Oliveira, Dalila Andrade Oliveira, Lívia Fraga Vieira (Organizadores)
Fino Traço Editora, 2012

Este livro pretende contribuir com subsídios para a elaboração de políticas públicas que promovam direitos, qualidade e igualdade, para a Educação Básica, contemplando suas três etapas: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. É fruto de um trabalho coletivo e expressa os resultados da primeira fase da pesquisa “Trabalho Docente na Educação Básicaa no Brasil”, realizada em sete estados brasileiros, que teve o objetivo de analisar o trabalho docente nas suas dimensões constitutivas, identificando seus atores, o que fazem e em que condições se realiza nas unidades públicas de Educação Básica. A pesquisa que dá suporte às análises aqui empreendidas contou com o apoio do Ministério de Educação, em projeto institucional de cooperação técnica, por meio da Secretaria de Educação Básica, com o empenho especial da Diretoria de Concepções e Orientações Curriculares.



Trabalho na educação básica: a condição docente em sete estados brasileiros
Dalila Andrade Oliveira, Lívia Fraga Vieira (Organizadoras)
Fino Traço Editora, 2012

Este livro pretende contribuir com subsídios para a elaboração de políticas públicas que promovam direitos, qualidade e igualdade, para a Educação Básica, contemplando suas três etapas: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. É fruto de um trabalho coletivo e expressa os resultados da primeira fase da pesquisa “Trabalho Docente na Educação Básicaa no Brasil”, realizada em sete estados brasileiros, que teve o objetivo de analisar o trabalho docente nas suas dimensões constitutivas, identificando seus atores, o que fazem e em que condições se realiza nas unidades públicas de Educação Básica. A pesquisa que dá suporte às análises aqui empreendidas contou com o apoio do Ministério de Educação, em projeto institucional de cooperação técnica, por meio da Secretaria de Educação Básica, com o empenho especial da Diretoria de Concepções e Orientações Curriculares.



Políticas educacionais e trabalho docente: perspectiva comparada
Dalila Andrade Oliveira, Monica Eva Pini, Myriam Feldfeber (Organizadoras)
Fino Traço Editora, 2011

Este livro traz os resultados de pesquisas realizadas nos últimos dois anos no Brasil e na Argentina. A metodologia de trabalho contemplou o exame comparado de estudos sobre a política educacional em ambos os países. Cada recorte da política, ângulo de análise ou foco na organização da educação nacional desses dois países foram analisados em conjunto pelos pesquisadores, no desejo de contribuir na produção de um conhecimento auto-reverenciado sobre a realidade educacional latino-americana. Ao abordar de maneira particular os dois países do Cones Sul, este livro pretende lançar um novo olhar sobre a política e regulação da educação que se faz presente na contemporaneidade.



Políticas públicas e educação: regulação e conhecimento
Dalila Andrade Oliveira, Adriana Duarte (Organizadoras)
Fino Traço Editora, 2011

 

O livro "Políticas Públicas e Educação: regulação e conhecimento" é resultado de intercâmbios realizados entre o Grupo de Pesquisa Política Educacional e Trabalho Docente - GESTRADO/FaE/UFMG e outros pesquisadores nacionais e estrangeiros, em seus dez anos de existência. Ele congrega contribuições de parceiros do Brasil, Argentina, Bélgica, Canadá, México e Portugal, em um esforço coletivo de brindar o leitor com reflexões teóricas que têm orientado os estudos e pesquisas mais recentes. Por isso, a obra reúne diferentes discussões sobre as atuais políticas públicas destinadas à educação e, mais especificamente, as tensões e conflitos presentes na relação entre as políticas públicas e a pesquisa acadêmica.



Nuevas regulaciones educativas en América Latina. Experiencias y Subjetividad.
Dalila Andrade Oliveira, Deolidia Martinez (Compiladoras)
Lima: Fondo Editorial Universidad de Ciencias y Humanidades, 2010

 

Reúne una serie de textos discutidos en el VII Seminario de la Red Latinoamericana de Estudios Sobre Trabajo Docente (ESTRADO), realizado en Buenos Aires en julio de 2008, con énfasis en las experiencias y en la subjetividad de los docentes.



Nuevas regulaciones educativas en América Latina. Políticas y procesos del trabajo docente.
Dalila Andrade Oliveira, Myriam Feldfeber (Compiladoras)
Lima: Fondo Editorial Universidad de Ciencias y Humanidades, 2010

 

Reúne una serie de textos discutidos en el VII Seminario de la Red Latinoamericana de Estudios Sobre Trabajo Docente (ESTRADO), realizado en Buenos Aires en julio de 2008, con énfasis en las políticas y procesos del trabajo docente.



Nuevas regulaciones educativas en America Latina. Universidad y Docencia.
Dalila Andrade Oliveira, Myriam Feldfeber, Deolidia Martinez (Compiladoras)
Lima: Fondo Editorial Universidad de Ciencias y Humanidades, 2010

Reune una serie de textos discutidos en el VII Seminario de la Red Latinoamericana de Estudios Sobre Trabajo Docente (ESTRADO), realizado en Buenos Aires en julio de 2008, con énfasis en los problemas de la docencia universitaria.



Políticas educativas y territorios modelos de articulación entre niveles de gobierno
Alba Martínez Olivé, Dalila Andrade Oliveira, José Octavio Bordón, Marcelo Cavarozzi, Axel Didriksson, Claude Lessard, Alejandro Morduchowicz, Julia Rubiano de la Cruz, Juan Carlos Tedesco, María Inés Vollmer
Buenos Aires: IIPE - Unesco, 2010

Tres ejes temáticos atraviesan este texto. El primero indaga acerca de qué significa hoy gobernar un sistema educativo y supone el análisis de las capacidades estatales en sociedades democráticas, e incluye una inevitable referencia a los procesos de descentralización. El segundo aborda una de las cuestiones clave de toda política educativa, la profesionalización docente. El tercero se ocupa del financiamiento, dado que regulaciones y asignación de recursos constituyen una de las formas más clásicas de gobierno de un sistema. El análisis incluye una mirada territorial: países distintos (Argentina, Brasil, Canadá, Colombia y México) y diferentes niveles en los que se produce la división del trabajo de gobierno, escenarios de conflictos y articulaciones definidos por cada situación. Los trabajos aquí reunidos enriquecen la discusión tanto con aportes teóricos sobre qué significa gobernar un sistema educativo en la actualidad, como con el análisis de algunas experiencias concretas de políticas en esta materia en contextos nacionales diversos.



Crise da escola e políticas educativas
Eliza Bartolozzi Ferreira, Dalila Andrade Oliveira (Organizadoras)
Editora Autêntica, 2009

As políticas públicas podem ser capturadas como objetos de estudo no momento de sua concepção ou sua formulação, de sua implementação ou sua execução e em seu monitoramento ou sua avaliação. Os estudos reunidos neste livro buscam discutir as políticas, nos momentos ou nas dimensões acima citadas, como respostas ou tentativas de compreensão da crise que os sistemas escolares enfrentam na atualidade. Essa tensão não é circunscrita à realidade brasileira ou a qualquer contexto nacional em específico, tampouco se restringe a determinado nível ou uma etapa da educação. A crise pela qual a educação formal regular passa ( ou que enfrenta) é ampla e diversificada, não podendo ser compreendida sem que se considerem aspectos que estão além dos sistemas escolares. Os esforços contidos aqui refletem a busca por compreensão e enfrentamento de desafios históricos e sociais colocados pela contemporaneidade no campo educativo. Tais desafios têm exigido novas reflexões dos pesquisadores no campo das políticas educacionais, a fim de identificar que transformações podem colocar em risco a constituição de um processo que conduza a educação a cumprir seu papel social de promover a formação e a emancipação humanas.



Política e gestão da educação
Dalila Andrade Oliveira e Maria de Fátima Felix Rosar (Organizadoras)
Editora Autêntica, 2008

A escola e seus professores, seus alunos, seus funcionários e pode-se acrescentar o que queira. Mas não há como escapar da pergunta: como coordenar, como dirigir, como governar essas muitas pessoas e instâncias? O poder atravessa essas relações, e é por meio da gestão que é possível se estabelecer estruturas horizontais em que todos esses participantes possam formar uma comunidade real. Por meio de um certo tipo de gestão é possível encontrar formas de convivência democrática que possibilitem novos cidadãos. Para além disso, há as micro-políticas que se dão no cotidiano em torno do agir e do pensar a escola. E há que se refletir sobre as políticas que dão os – muitos vezes estreitos – limites dentro dos quais a escola age. Por exemplo, a questão da municipalização está em pauta. Por ser a atual legislação definidora de atribuições e competências dos entes federados e disciplinadora nos gastos com a manutenção e o desenvolvimento do ensino, acaba por estimular a municipalização como estratégia de gestão da educação. Neste livro, discute-se ainda como as orientações mais recentes têm o financiamento como principal instrumento; o financiamento da educação pública tem sido utilizado como importante estratégia para obrigar os países em desenvolvimento ou subdesenvolvidos a adotarem modelos de gestão que têm em vista objetivos, definidos pelos organismos internacionais, para alcançar a eficiência e a equidade neste setor. Diante de tudo isto é bom que não nos esqueçamos das palavras de Maurício Tragtenberg: Sem escola democrática não há regime democrático; portanto, a democratização da escola é fundamental e urgente, pois ela forma o homem, o futuro cidadão.



Políticas educativas y trabajo docente en América Latina
Dalila Andrade Oliveira (Organizadora)
Lima: Fondo Editorial Universidad de Ciencias y Humanidades, 2008

 

Los once textos fueron escritos en el interior de un colectivo de intelectuales de diferentes países (Red Latinoamericana de Estudios sobre Trabajo Docente–Red Estrado), especializados en ciencias sociales y en educación, cuyos aportes se están convirtiendo en poco tiempo en referentes fundamentales para la lucha teórica, gremial y pedagógica en América Latina.



Sistema léxico: reconceptualización de su estructura, unidades y funciones
Durán, María Teresa Machado
Órgano Editor: Educación Cubana, 2008

La obra Sistema léxico: reconceptualización de sus unidades, estructuras y funciones es el resultado de una  investigación lingüístico -  pedagógica que atiende a una prioridad del Ministerio de Educación de Cuba: la enseñanza aprendizaje  de individuos competentes en el uso de su lengua materna. Su propósito es perfeccionar  tal proceso de enseñanza aprendizaje del español en la secundaria básica mediante un modelo teórico metodológico para trabajar el desarrollo del vocabulario, con énfasis en la variante del español hablado en Cuba. El libro en cuestión,  presenta en su primera parte un enjundioso recorrido histórico por las principales escuelas lingüísticas y didácticas que han tratado este asunto. En la segunda parte, se fundamenta el  modelo teórico metodológico que se ofrece, el cual constituye una abstracción científica del contenido vocabulario, y toma en cuenta sus articulaciones con los componentes didácticos del proceso de enseñanza aprendizaje, esto es, objetivos, métodos, medios de enseñanza y  evaluación; en él se sistematizan la teoría lingüística acerca de los diferentes tipos de neoformaciones léxicas, se precisan conceptos, se definen y redefinen otros, se orienta metodológicamente el proceder didáctico a seguir por el maestro de Español Literatura, según las exigencias del modelo pedagógico del encargo social en cuanto a la formación de un educando capacitado para comunicarse satisfactoriamente. Este resultado ha sido presentado en múltiples Congresos Nacionales e Internacionales de Ciencias Pedagógicas y también de Estudios de Lenguaje, publicado total o parcialmente por Editoriales Cubanas de reconocido prestigio e introducido en  los Programas  para la enseñanza del español a nivel nacional.



Políticas educativas y trabajo docente. Nuevas regulaciones. Nuevos sujetos?
Myriam Feldfeber, Dalila Andrade Oliveira (Compiladoras)
Buenos Aires: Noveduc, 2006

En esta obra se analizan las políticas educativas y las nuevas regulaciones introducidas en los últimos años, en particular a partir de la Reforma del Estado de la década del 90. Se aborda, especialmente, el impacto de estas transformaciones en la regulación del trabajo docente y en el establecimiento de nuevos modos de gestión de los sistemas educativos y de sus instituciones en Argentina y en Brasil. Describe y analiza la problemática de los nuevos sujetos docentes, desde sus características socio-demográficas y su posición en la estructura social, y desde las trayectorias escolares y profesionales de quienes ejercen la docencia.



Reformas educacionais na América Latina e os trabalhadores docentes
Dalila Andrade Oliveira (Organizadora)
Autêntica Editora, 2003

 

Este livro é resultado de um seminário organizado em Belo Horizonte, em 2002, sobre as reformas educacionais na América Latina e suas repercussões sobre os trabalhadores, mas também conseqüência de um movimento maior que foi tomando corpo em torno desse tema nos últimos anos. Um movimento que fez surgir em fins de 1999 – e durante a primeira reunião do GT “Educação, Trabalho e Exclusão Social”, do Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais – CLACSO, realizada na cidade do Rio de Janeiro – a Rede Latino-Americana de Estudos Sobre Trabalho Docente – RedeESTRADO. Esta Rede surgiu em 1999 e o objetivo da sua criação era possibilitar o intercâmbio entre pesquisadores que desenvolvem estudos sobre o trabalho docente em toda a América Latina. A iniciativa de organizar essa Rede veio justamente da constatação de que há grande dispersão das pesquisas e outras produções acadêmicas sobre o tema, e ainda escassa comunicação entre os investigadores. Desde então, a Rede veio se estruturando em países como Argentina, México e Brasil e de forma incipiente na Venezuela, Chile e Cuba. Como destaca Pablo Gentili, Reformas educacionais na América Latina e os trabalhadores docentes realiza uma significativa contribuição para o debate sobre o rumo dos atuais processos de reestruturação educacional, extrapolando as fronteiras da escola e promovendo uma discussão ampla e instigante acerca dos novos desafios que se abrem na construção de sociedades que, superando a herança neoliberal, construam de forma efetiva suas promessas de justiça e igualdade.



Educação básica. Gestão do trabalho e pobreza.
Dalila Andrade Oliveira
Editora Vozes, 2000

Pesquisa as transformações do capitalismo com o processo de globalização e suas conseqüências na esfera da educação. Analisa em que medida a educação básica no Brasil pode estar constituindo-se em condição indispensável à produção capitalista. Tenta responder qual a relação entre educação básica e formação profissional.



Política e trabalho na escola. Administração dos sistemas públicos de educação básica.
Dalila Andrade Oliveira, Marisa R. T. Duarte (Organizadoras)
Autêntica Editora, 1999

As temáticas abordadas situam os processos de reforma do estado no país e, consequentemente, analisam seus desdobramenos no âmbito das políticas educacionais destacando, dentre outras, a resignificação de categorias e processos que resultaram em novas formas de regulação e de gestão da educação no país. Ao situar as políticas educacionais, estabelecendo recortes teórico-metodológicos, como uma das modalidades das políticas sociais marcadas por opções, vínculos e compromissos nem sempre manifestos, os autores descortinam diversos olhares sobre a complexidade da arena educacional. Esses estudos retomam análises desenvolvidas por pesquisadores na área de Estado e Políticas Educacionais sobre temas de grande relevância na atualidade. Certamente eles acrescentarão novos elementos para as análises das políticas educacionais colocando-se como importante instrumental para os interessados na referida área.



Gestão democrática da educação: desafios contemporâneos
Dalila Andrade Oliveira (Organizadora)
Editora Vozes, 1997

Trabalho realizado por diversos autores, objetivando discutir e encontrar rumos para a gestão democrática da educação pública. A educação e alfabetização sofre influências das políticas nacionais e internacionais, dos interesses nacionais e da globalização. Junto com isso discute-se a municipalização do ensino público, os objetivos, o desempenho e a avaliação da educação.




gestradoufmg@gmail.com
TEL.: +55   31   3409.6372
 


AV. ANTÔNIO CARLOS, 6627
BELO HORIZONTE - MG - BRASIL
CEP: 31270-901
HOME
QUEM SOMOS
APRESENTAÇÃO
PESQUISADORES
PARCEIROS
CONTATO
PESQUISAS
PUBLICAÇÕES
ARTIGOS
LIVROS
TESES E DISSERTAÇÕES
OUTRAS PUBLICAÇÕES
NOTÍCIAS
EVENTOS
DICIONÁRIO
APRESENTAÇÃO
VERBETES
SOBRE OS AUTORES
AGRADECIMENTO
DEDICATÓRIA