Políticas para o Ensino Médio Estadual em MG: implicações sobre a gestão (Fapemig, 2013-2015)

Esta investigação apresenta-se como um desdobramento da pesquisa nacional intitulada O Trabalho Docente na Educação Básica no Brasil. O objetivo é levantar o elenco de políticas educacionais dirigido ao ensino médio público em Minas Gerais e suas implicações na gestão das escolas, no período 2002-2012. Com este fim, propõe-se: traçar o perfil dos diretores escolares; identificar e analisar os meios e processos pelos quais se realizam a gestão da escola; conhecer as condições de trabalho dos diretores e dos professores das escolas; identificar a percepção dos diretores escolares sobre as possíveis alterações ocorridas na gestão escolar e no trabalho do diretor no período estudado; identificar a percepção dos diretores sobre os possíveis efeitos das políticas educacionais em curso na gestão da escola; verificar como os docentes avaliam a gestão da escola. Colocou-se o foco deste estudo na gestão das escolas de ensino médio, considerando que esta etapa da educação básica provoca controversos debates, seja pelos persistentes problemas de acesso, seja pela qualidade da educação oferecida, ou ainda, pela discussão acerca de sua identidade; mas tem sido pouco analisada, principalmente do ponto de vista da sua gestão e do papel que a gestão escolar passou a assumir com as reformas da década de 1990.

Observatório do trabalho docente – Procad (Capes, 2009-2012)

Trata-se de um projeto de cooperação acadêmica no âmbito do PROCAD/NF que tem por objetivo contribuir para a consolidação do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Pará PPG-ED/UFPA, mediante o desenvolvimento de ações conjuntas com o Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, com vistas ao fortalecimento das ações dos Grupos de Pesquisa do PPG-ED/UFPA. ESPECÍFICOS: Possibilitar a cooperação acadêmica entre os grupos de pesquisa envolvidos, tendo como foco de estudo as regulações das políticas educacionais e o trabalho docente e como marco temporal o final dos anos de 1990 e a primeira década do novo milênio, visando à produção conjunta de conhecimento na área da educação; Possibilitar a participação de docentes e alunos nos Programas e Projetos de Pesquisa integrados das Instituições participantes, de modo a fortalecer os Cursos de Graduação e de Pós-Graduação das duas Universidades associadas. Promover formas de articulação entre pesquisadores das universidades públicas dos Estados do Pará e de Minas Gerais, visando o fortalecimento de intercâmbios científicos que consolidem grupos e redes interinstitucionais de produção acadêmica e de cooperação científica e tecnológica. Implantar e implementar um Observatório de Trabalho Docente, realizando estudos e pesquisas na área de formação, avaliação, gestão e financiamento e verificando as implicações dessas regulações sobre o trabalho do professor da Educação Básica e Superior.

Nova regulação educativa Argentina e Brasil: perspectiva comparada (Capes – MINCYT, 2009-2011)

O projeto de pesquisa apresenta-se como um programa de intercâmbio entre dois grupos de pesquisa consolidados em seus respectivos países, ambos vinculados a programa de pós-graduação. Esta proposta tem como objetivo contribuir na formação de doutorandos e no aperfeiçoamento de docentes e pesquisadores em nível de pós-doutoramento, por meio de missões de estudo e trabalho e na consolidação e desenvolvimento de intercâmbios iniciados no âmbito da Rede Latino-americana de Estudos Sobre Trabalho Docente RedEstrado (www.redestrado.org): o Grupo de Estudos sobre Política Educacional e Trabalho Docente – GESTRADO/FAE/UFMG contando ainda no Brasil com a parceria com o GEDUC/UEM e na argentina conta com o Grupo de Política Educativa da Universidad de Buenos Aires – UBA agregando também pesquisadores da UNSAM.

Observatório do trabalho docente UFMG/UFPA (CNPq, 2008-2010)

O objeto da investigação é o trabalho dos docentes da educação básica e superior a partir da análise da regulação das políticas educacionais referente à formação, à gestão, à avaliação e ao financiamento. O Problema que servirá como fio condutor desta pesquisa pode ser apresentado da seguinte forma: A investigação das relações existentes entre a regulação das políticas de formação, gestão, avaliação e financiamento da educação e a natureza e a organização do trabalho docente Dito de outra forma, o que se quer identificar são as conseqüências da regulação das políticas de gestão, avaliação e financiamento da educação sobre a natureza, a organização do trabalho docente. O Projeto é resultante de um Edital do CNPq (Casadinho) e integra pesquisadores de Grupos de Pesquisa da UFPA (GESTRADO, LAGE, GEFIN) e da UFMG (GESTRADO), visando fortalecer o PPGED/UFPA por meio de ações conjuntas das duas instituições envolvidas.

Regulação educacional e trabalho docente (Fapemig/CNPq, 2007-2009)

O objetivo da pesquisa é identificar e analisar as conseqüências trazidas pela regulação das políticas educativas atuais para a identidade e profissão docente dos trabalhadores em exercício em escolas públicas de educação básica. Considera-se que a última década marcou profundamente o contexto escolar brasileiro com reformas educacionais que alteraram significativamente a organização e gestão escolar. Tais mudanças resultaram em reestruturação do trabalho pedagógico, expresso no aumento da responsabilidade dos profissionais sobre seu trabalho e ampliação do raio de atuação dos mesmos. A pesquisa centra-se no levantamento e análise do perfil e identidade dos diferentes segmentos do corpo docente atuante em escolas públicas de educação básica. O universo da pesquisa constitui-se nas escolas das redes públicas de educação básica, por congregarem maioria significativa das matrículas neste nível de ensino, sendo a população investigada constituída de: professores, coordenadores e especialistas, diretores e vice-diretores. Para os fins desta pesquisa foi definido como campo a Rede Estadual de Ensino de Minas Gerais e cinco redes municipais no mesmo estado.

Gestão escolar e trabalho docente (Fapemig/CNPq, 2002-2007)

Desenvolvimento de pesquisa qualitativa em quatro escolas das redes estadual de Minas Gerais e municipal de Belo Horizonte. Por meio desse projeto foi realizada revisão de literatura sobre 40 anos de pesquisa em Administração Escolar e Gestão Educacional e 20 anos de pesquisa sobre Trabalho Docente no Brasil.

Ensino Médio noturno: vicissitudes e perspectivas (Unesco/MEC, 2003-2004)

A pesquisa teve como coordenação nacional os professores Romualdo Portela de Oliveira e Sandra Zákia Lian Sousa (USP). O projeto, em Minas Gerais, recebeu o título: “Ensino Médio Noturno: registro e análise de experiências”.

A pesquisa foi desenvolvida durante o segundo semestre de 2003, em dez escolas públicas que oferecem essa etapa da educação básica no turno noturno e que apresentaram bons indicadores de desempenho. Os resultados da pesquisa foram publicados em capítulo de livro, relatório em CD e artigo em revista.

Conflito docente e manifestações sindicais: natureza e significados (Unesco, 2004-2005)

Pesquisa sob a coordenação geral do Professor Pablo Gentili (LPP-UERJ), com o objetivo de discutir a natureza e o significado dos conflitos docentes ocorridos no movimento dos trabalhadores de educação pública no Brasil entre os anos de 1998 e 2003. A pesquisa elegeu o estado de Minas Gerais, mais especificamente os conflitos ocorridos no âmbito da rede estadual e da rede municipal de Belo Horizonte, por considerar sua realidade extremamente significativa da diversidade encontrada no contexto nacional para o levantamento e quantificação dos conflitos.

A pesquisa envolveu ainda um levantamento de leis, documentos oficiais e outros instrumentos normativos bem como, dados e informações obtidas junto aos órgãos competentes que permitiram conhecer o contexto em que os conflitos ocorreram, bem como a situação educacional do estado e o seu significado no contexto nacional.

A pesquisa buscou conhecer ainda a organização sindical dos docentes e as condições de remuneração do Magistério Público no Brasil e em Minas.